sábado, 28 de maio de 2011

Dor nociceptiva

Dor nociceptiva é aquela que vivenciamos a todo instante, depende da activação dos nociceptores por estímulos mecânicos, térmicos ou químicos tóxicos, fenómeno este transmitido pelas vias periféricas e centrais intactas da dor.
A excitação dos nociceptores, fenómeno inicial imprescindível para o aparecimento da dor nociceptiva, pode ser breve ou prolongada, continuada. Nesta última eventualidade, a dor torna-se crônica. É o que ocorre, por exemplo, na osteoartrite crônica, na dor oriunda da coluna por problemas mecânicos, na artrose, na invasão óssea por câncer, na lombociatalgia provocada por uma hérnia discal ou na neuralgia do trigémeo. A remoção do factor causal usualmente elimina a dor; infelizmente isso nem sempre é possível. Vários termos são utilizados pelos pacientes para descrevê-la, todos eles sugerindo lesão tissular: aguda, em facada, em pontada, em choque, latejante, lacerando, esmagando, etc. A dor nociceptiva é usualmente responsiva aos antiinflamatórios, analgésicos comuns e opióides, a acupuntura, a fisioterapia e a interrupção transitória (bloqueios analgésicos) ou permanente (cirúrgica) das vias da dor em algum ponto do sistema nervoso periférico ou central.

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL