terça-feira, 31 de maio de 2011

Laser-acupuntura

O termo LASER é a sigla de "Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation" (amplificação da luz por emissão estimulada de radiação). O LASER foi teoricamente demonstrado e comprovado em 1917 por Albert Einstein. Somente em 1960 que esta comprovação teórica foi viabilizada na prática por Theodore H. Mainar, que construiu o primeiro emissor de LASER a rubi. Em 1965 foi adaptada a radiação LASER à prática terapêutica por Sinclair e Knoll.
O LASER usado em acupuntura é o "soft laser" de He-Ne (Hélio-Neon) ou Ar-Ga (Arsenieto de Gálio). O "soft laser" ou LASER de baixa potência não tem poder destrutivo como o LASER usado pelas indústrias, que cortam chapas de aço, pois a função do LASER usado no caso concreto da acupuntura é estimular os pontos de Acupuntura. Esta estimulação ocorre graças à absorção da radiação luminosa pelas células do ponto cutâneo escolhido. A aplicação do raio laser é indolor, mas a penetração é muito superficial, o estímulo é fraco, o que compromete a sua eficácia.
O uso do LASER em Acupuntura tem algumas vantagens em relação ao uso das agulhas, nomeadamente nos seguintes pacientes:


- Em pacientes muito agitados ou que tenham medo de agulhas, especialmente crianças.
- Em bebés.
 -Em pacientes com doenças mentais, pois poderiam retirar as agulhas durante o período em que se repousa com as agulhas.
-
Ou apenas em pacientes que prefiram este método.
O método de uso do LASER em acupuntura consiste do acupunturista seleccionar os pontos cutâneos e segurar a ponta da caneta emissora de LASER nestes pontos por um tempo que varia de alguns segundos até alguns minutos em cada ponto. Este tempo varia de acordo com o resultado desejado.

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL